Boa noite!

CARNAVAL BRASIL SÉCULO XXI

CARNAVAL BRASIL SÉCULO XXI

 

     O Carnaval brasileiro está em constante transformação, e para melhor. Aquela visão de apelo erótico, sexual, ficou para trás. A maior festa brasileira hoje é muito mais que pura diversão; é arte e cultura. Na saudável competição entre as escolas, o apelo é totalmente criativo. Criar é o mandamento para vencer. Cria-se nas fantasias, alegorias, nos gestos e no próprio samba. Os enredos são mais que homenagens, são a prova de que o povo, quando tem oportunidade, sabe rimar e fazer letras como um acadêmico.

     Em Jundiaí, a campeã deste ano de 2011 foi a Escola União da Vila Rio Branco, cuja homenagem foi aos impérios africanos, resumindo a história, cultura e a crença do povo; e como a homenagem foi à África, teve espaço também para os animais daquele continente. No Rio de Janeiro, chamado o berço do samba, a cada ano o desfile registra cenas marcantes. Um ano foi o “homem voador”. Neste foram os zumbis que “perdem a cabeça”. Na verdade, a escola usou a cabeça, ao optar pelo tema “morte”.

     Temas polêmicos não impressionam, desde os anos 90 escolas de samba em todo o país buscam fazer o povo pensar, refletir, questionar...e o mais importante, eliminar o preconceito. Portanto, acredito que estão no caminho certo, e a tendência futuramente será eliminar o preconceito religioso, da “festa da carne”, dos ímpios. O importante também não é viver só de carnaval. O compromisso social chama, a cidadania. O ideal será unir as atividades, que o carnaval gere cada vez mais emprego e turismo, lazer e cultura. Num país de dimensão continental, as oportunidades são inúmeras. As escolas de samba possuem a faca e o queijo nas mãos, basta sair em busca de mais talentos.

 

 

 

Parceiros













Eu Apoio


Juliano Gaitero


Sebo O Barato da Cultura


Aloysio Roberto Letra
Escritor e Roteirista


Rock Nacional
e Internacional



Soul, Funk, Samba
Rock e Derivados


Em Defesa do Meio
Ambiente e Cidadania