Boa noite!

Untitled Document
conspiraÇÕes aquarianas

O momento é oportuno para escrever sobre este assunto. "Fim do mundo", avatares, nova ordem mundial e acidentes de grandes proporções provocam onda de boataria e deixam as pessoas apreensivas. Afinal, até onde tudo isso é especulação e onde começam as verdades?

Conspirações provocam mal-estar e até suicídio. O ocultismo, se não fosse oculto, não teria esse nome. Há séculos que os homens que enxergam além criam grupos, fraternidades e seitas secretas, alimentando a curiosidade e o fascínio daqueles que estão do lado de fora. A separação dos semelhantes é hábito da espécie humana desde os registros mais antigos das civilizações. Por isso, o ideal de uma sociedade justa e igualitária sempre foi visto como utopia, delírio de cristãos ingênuos e comunistas. No entanto, apesar do processo contínuo de divisões, algo forte está dominando de forma sutil a sociedade mundial, cujo objetivo é muito mais que unificação. É o controle total de tudo e de todos.

Conspirações existem, não são fantasias hollywoodyanas nem delírio de religiosos fanáticos. Mas não podemos ver conspirações em tudo, passa a ser loucura e torna-se impossível conviver em sociedade. O único jeito de compreender os fatos como eles realmente são, é pensar por si. Analisar o coletivo do lado de fora da redoma do pensamento comum. Há anos venho alertando para o perigo das alienações, das lavagens cerebrais, de determinadas "músicas", das propagandas insistentes e cheias de mensagens subliminares, que bloqueiam nossas mentes e o raciocínio. Se você não se importa em ser "apenas mais um" na massa, seu fim também será como "apenas mais um". Mais um ser que passou pela vida e nada deixou. Apenas serviu para alimentar um poder maior que cresce sob nossas vistas grossas. Não estou sendo "grosso", apenas realista. A realidade é mais dura do que você imagina. "Histórias Sem Fim", "Avatares" e "Matrix" não são apenas contos de ficção. Retratam através da ficção, fatos que estão ocorrendo debaixo de nossos olhos mas não compreendemos. Enquanto estamos preocupados com nossas famílias, nossos vizinhos, com a balada, com o joguinho de futebol ou com a novela das oito, algumas pessoas que possuem o poder nas mãos traçam nosso futuro. Sim! O futuro já não depende de você, e sim de determinadas pessoas que agem nos bastidores dos mais altos escalões do poder mundial. Por trás do conceito bonitinho de "democracia", trama-se uma ordem que influenciará sua vida como nas piores ditaduras que o mundo conheceu. Está habituado a acompanhar a vida alheia através do "big brother"? Logo será sua vez de estar sendo vigiado. A tecnologia está chegando dentro de sua casa para te vigiar. Se hoje você acha isso bonito, depois será tarde para se arrepender.

Ainda tenho dúvidas sobre a tal da vigilância onipresente. Creio que o feitiço irá virar contra o feiticeiro. Tal como no artigo anterior sobre a Europa e o Euro, a obsessão pela unificação, pelo poder central controlando tudo e todos, a auto-destruição é um fantasma que assombra o planeta. Não creio em profecias de supostos mestres e seitas, creio nos fatos, em sinais que vejo. Acompanho e leio sobre as "profecias aquarianas" e a polêmica "new age" desde os anos 90. No começo, fui no embalo religioso e combati suas ideias com vigor. Depois, com o amadurecimento, fui descobrindo que "sistemas religiosos" são semelhantes aos "sistemas políticos", e é ridículo combater algo que você inconscientemente fortalece. É como se você tomasse um remédio para combater uma doença e logo em seguida se alimentasse com algo que fortalece a doença.

Deus e demônio, capitalismo e comunismo possuem um peso muito maior do que você imagina dentro de uma possível conspiração a nível mundial. Não se assuste se num futuro médio ou próximo você descobrir que o sistema comunista não irá comer suas criancinhas, e sim o sistema que você apoiou acreditando ser "democracia". Não se assuste se você descobrir que aquilo apregoado como "Deus" é na verdade o demônio. E que durante toda sua vida, você foi enganado por religiões manipuladoras, controladas por governos que você jamais imaginaria que fossem autoritários.

Não estou dentro de nenhuma conspiração, e se estivesse, não poderia estar escrevendo estas linhas. Também não carrego nenhum rótulo, e por seguir somente minha mente, analiso calmamente aqui do lado de fora. Não sou egoísta, tenho uma visão administradora. Já me vi como governante. Já imaginei como seria o mundo se eu o administrasse. Já me imaginei como ditador, possivelmente no lugar dos atuais conspiradores. Não, não é egoísmo, apenas confesso o que com certeza já passou na maioria da mente dos seres humanos: ter tudo sob seu controle. O egoísmo é a ditadura que até hoje conhecemos. Todos os ditadores foram egoístas, tão egoístas como a maioria dos governos que posam de democráticos. Por isso um governo central me impressiona. Eu sei de mim. Não me rendo ao poder do dinheiro; quanto aos outros, não posso responder por eles, mas não confio em nenhum.

Não sei o que pretende a "nova ordem mundial". Apenas desconfio do que sejam suas intenções analisando os fatos. Apoiaria totalmente a nova ordem se suas ideias comungassem com as minhas (mais uma vez não é egoísmo, é confiança naquilo que idealizo). Defendo por exemplo que cada cidade cuide de seu cidadão, inclusive seus "cidadãos-problema". Governos municipais e estaduais tem que "espernear" para criar mão de obra local, não deixar faltar nada e ter um controle moderado, que não interfira na privacidade de cada um mas também detecte problemas antes que eles ocorram e fujam do controle. É omissão e oportunismo querer entregar tudo nas mãos do setor privado. Governos podem e devem determinar regras e fiscalizar o setor privado porque a competição é predatória e desleal no mundo dos negócios. A maior prova disso são as quebras de gigantes por más administrações e corrupção. Não acredito em liberdade sem disciplina. O mundo precisa ser disciplinado para não ser destruído. A ideia de governo central não é má se tal governo respeitar o mosaico cultural dos povos. Disciplinar os povos sem interferir ou destruir suas culturas. A tal conspiração pode até proclamar isto. Mas quem garante que está dizendo a verdade? Qual o interesse em "popularizar" a nova ordem através de mensagens subliminares nos filmes, veículos de comunicação e até aberturas sutis dos grupos ocultistas?

Da mesma forma que aprendi a gostar e apoiar pessoas e grupos inteligentes, aprendi a desconfiar deles. Não basta dinheiro e inteligência para organizar o mundo. É preciso ser possuidor de uma característica rara nos seres humanos: equilíbrio espiritual. E normalmente o equilíbrio é substituído por manipulação espiritual, uma prática comum nos bastidores ocultistas.

As armas espirituais estão aí, ao alcance de qualquer cidadão como as armas de fogo. Por mais que você repudie as tais energias, elas estão aí. Tudo é energia, aceite ou não. Elas não vêm com rótulos (Deus ou demônio). Tal como as armas de fogo dos homens, ela pode ser usada para defesa, manipulação ou opressão e inclusive para a prática do mal, que é relativa. Hitler é visto como um dos maiores assassinos da história mundial. Mas milhares ou milhões o veem como herói. Se antes da tecnologia virtual figuras como Hitler ganhavam adeptos pelo mundo todo, hoje qualquer anônimo que ouse mostrar seus surtos psicóticos consegue legião de fãs. "Ninguém mais sabe o que é bem ou mal".

Falar com convicção o que são essas "conspirações aquarianas" bem como falar sobre nova ordem mundial, é dar tiro no escuro. Empresários dizem uma coisa, seitas dizem outra, igrejas outra...por isso não se pode afirmar que isso seja bom ou ruim. Se é mínima a distância que separa o positivo do negativo, o bem do mal, convém peneirar a coisa. Costumo dizer que propostas boas colocadas por um grupo suspeito só acontecem porque os grupos tidos como bons de fato, estão errando ou se omitindo. Se as igrejas cristãs se renderam ao capital e à nova ordem mundial (como dizem os boatos pesados que circulam através de livros, revistas, CDs e internet), é porque essas igrejas vem errando desde muito tempo atrás. Se o inimigo cresce, não é culpa dele (do inimigo), e sim culpa daqueles que se posicionam como defensores do bem. Mesma coisa ocorre com o narcotráfico. A culpa não é do traficante, e sim do usuário. Se não houvesse consumidor, não haveria traficante.

Por tudo isso, acho uma tremenda bobagem esse pânico feito em cima de profecias, nova era e nova ordem. Se eles estão agindo, é porque o povo está dormindo. Não adianta protestos, gritaria, estardalhaço...o inteligente do bem age como o inteligente do mal: na surdina. Não adianta rezas, orações, vigílias...o que resolve é ação, atitudes fora de quatro paredes. E o principal: não adianta combater aquilo que não se conhece. Se disserem que tais conspirações são "demoníacas", são de fato demoníacas? O que as caracteriza como demoníacas? Não me venham falar que meditação é coisa do demônio, união de pessoas do mesmo sexo é coisa do demônio...meditação é uma ferramenta espiritual, que como todas as demais, pode ser usada para o positivo ou negativo. União de pessoas do mesmo sexo é consequência de uma realidade da natureza, que não é perfeita, é equilibrada. E isso faz parte do equilíbrio natural. Portanto, cuidado ao apontar o dedo. É fácil defender algo quando um item te agrada e criticar quando um item te desagrada. Deixem as emoções de lado, deixem o preconceito e a visão estreita de lado. Analisem os fatos com a razão. Caso contrário, "pagarão mico" quando confrontarem com os defensores do movimento que pretende engolir o mundo.

Do jeito que está, não dá para continuar. Defendo uma transformação mundial. Mas quero saber quem está encabeçando tais transformações e seus objetivos. E desafio a imagem de "poder" que trazem; são eles possuidores da chave da vida e da morte? Se estão se colocando como deuses, avatares, capacitados tecnicamente e espiritualmente para conduzir as nações, onde está a certeza e a prova de que essa fórmula é a ideal para o equilíbrio planetário? Acaso escaparão da morte, ou não são mortais como todos nós?? A ciência jamais substituirá uma lei universal: a lei do retorno.


Parceiros













Eu Apoio


Juliano Gaitero


Sebo O Barato da Cultura


Aloysio Roberto Letra
Escritor e Roteirista


Rock Nacional
e Internacional



Soul, Funk, Samba
Rock e Derivados


Em Defesa do Meio
Ambiente e Cidadania