Boa noite!

O PRETEXTO DOS INCOMPETENTES

O PRETEXTO DOS INCOMPETENTES

 

     A ciência pode se equivocar, falhar como qualquer ser humano, mas os cientistas estão certos numa previsão: o planeta está aquecendo e o processo é estimulado pelas ações humanas: emissões de gases químicos, queimadas, etc. Até os leigos percebem que dos anos 70 para cá, não temos mais estações do ano com clima definido. As secas estão mais severas, as tempestades mais intensas, bem como tornados e furacões.

     Particularmente no Brasil, onde os políticos em sua grande maioria fazem do poder público “profissão” e exploração da ignorância, as mudanças climáticas revelam cada vez mais a incompetência desses homens que estão a frente de prefeituras, governos estaduais, etc. As expressões “choveu além do limite, a culpa é da chuva que não para”, e tantas outras “pérolas”, comprovam que a preocupação deles não é de proporcionar qualidade de vida à sua cidade, seu estado, e sim se defender da oposição, desqualificar quaisquer críticas para manter o partido eternamente no poder. Por outro lado, esses mesmos políticos não possuem competência técnica para preparar as cidades, o país para as mudanças climáticas. Ora, os cientistas estão “carecas” de avisar a imprensa internacional que a tendência para os próximos anos é termos chuvas cada vez mais fortes, as cidades sofrerem com inundações e o “diabo a quatro”.

     As perguntas que não querem calar: qual o administrador que está preparado para investir maciçamente numa infraestrutura urbana que suporte e supere as futuras intempéries? As secretarias estão com técnicos capazes de minimizar os impactos das mudanças climáticas? Há projetos educacionais na esfera ambiental que atinja os cidadãos de A a Z da cidade?

     Estudantes de Medicina se preparam por anos estudando. Engenheiros. Professores. Agora, qual o currículo dos candidatos a vereador e prefeito de sua cidade? Você cidadão, analisa os currículos? Hoje, não basta ter advocacia, engenharia, contabilidade. Meio Ambiente precisa constar no currículo. Nem que fosse um curso básico, mas precisa constar. Lamentavelmente, muitos candidatos mal conhecem a própria cidade que moram. Quando muito, conhecem seu bairro e os problemas de seu bairro. Não entendem que vereador é para votar projetos para a cidade toda, e não apenas seu bairro. Agora, o que falar de Meio Ambiente? Como falar de Meio Ambiente se não conseguem pensar num progresso em harmonia com Meio Ambiente? Nunca vi um político engajado em recuperar uma área desmatada! Já vi organizações não governamentais, mas políticos até agora nenhum!

     Diante desse quadro negativo, todo ano vemos cada vez mais cidades pegas de surpresa com enchentes, deslizamentos de terra, tornados... Chega de “pérolas”. Culpar a chuva é assinar atestado de incompetência para o cargo.

     Que atire a primeira pedra a prefeitura que estiver preparada para as mudanças climáticas.

 

 

Parceiros













Eu Apoio


Juliano Gaitero


Sebo O Barato da Cultura


Aloysio Roberto Letra
Escritor e Roteirista


Rock Nacional
e Internacional



Soul, Funk, Samba
Rock e Derivados


Em Defesa do Meio
Ambiente e Cidadania