Boa noite!

MALDITO O HOMEM QUE CONFIA NO CO

MALDITO O HOMEM QUE CONFIA NO COMPUTADOR

 

     Se no meio religioso a Palavra diz “maldito o homem que confia no homem”, no mundo virtual já podemos aplicar “maldito o homem que confia no computador”. Pode soar como exagero, mas se levarmos em conta como será o profissional do futuro com tantos estudantes pegando matéria pronta na internet e deixando a correção da digitação para o computador “corrigir”, as perspectivas não são nada animadoras.

     Nem vou entrar no assunto dos TCCs “colados”, focarei apenas na questão das tais correções por conta do computador. Há algum tempo tenho questionado o porquê de tantas preposições iniciadas com letra maiúscula, em textos, currículos e principalmente nomes. Cá em minha cidade, inúmeras placas toponímicas trazem da, de, do com inicial maiúscula, fato que não ocorria nos anos 70 por exemplo, quando não era usado o computador na confecção das placas e o que funcionava era a cabeça do profissional. Por que “Rua Do Retiro?” Por que “Pedro De Oliveira?” Porque assim o computador entende, quem não entende, é quem está digitando. Alguém já se deparou com “ISSO 9001”? Eu já, na carta de apresentação de vários jovens em busca de emprego. Currículos. Jovens que fizeram cursos disso e daquilo, inclusive estudaram as normas da certificadora que visa a qualidade total das empresas. Trabalharam em empresas cuja meta é obter o certificado ISO, e não ISSO. Ora, o dicionário dos computadores não conhece ISO. Quem deve conhecer é o profissional que digita o currículo e o candidato de posse do currículo. Não é cômico, é trágico. Profissionais que representam uma empresa deixarem para o computador corrigir. Cadê o estudo? Tiraram o diploma colando do colega ao lado ou colando de matérias prontas jogadas na net?

     Se uma mentira repetida inúmeras vezes acaba se tornando uma verdade, é fundamental que as pessoas levem isto muito a sério. Caso contrário, daqui uns 15 anos nossa língua será uma Babel.

 

Parceiros













Eu Apoio


Juliano Gaitero


Sebo O Barato da Cultura


Aloysio Roberto Letra
Escritor e Roteirista


Rock Nacional
e Internacional



Soul, Funk, Samba
Rock e Derivados


Em Defesa do Meio
Ambiente e Cidadania