Boa noite!

OSPAB

OSPAB

 

     A nova geração vai estranhar. OSPB, que é isso? Pois eu cheguei a estudar Organização Social e Política do Brasil, que constava no currículo escolar nos anos 70.  A matéria foi extinta, junto com a ditadura. Pena que foi ela, e não “A Voz do Brasil”. OSPB tem feito muito falta, pois meus colegas da nova geração, em sua maioria, não entendem o básico da cidadania, e o exemplo mais claro, está nas sessões da câmara de vereadores. Onde estão os jovens, o futuro do país? Nas lan houses, tomando cervejinha no bar ou andando a toa pelos shoppings.

     Não me venham falar que OSPB hoje está inserido na matéria Geografia. Geografia é matéria extensa, tão extensa como OSPB, portanto há espaço para as duas. Geografia vai além fronteira, OSPB não ultrapassa a fronteira, e num país de proporção continental, há muito o que estudar na relação política e social. Vejo essa necessidade porque cada vez mais, há menos imparcialidade. Jornais e revistas estão se rendendo aos interesses de grupos partidários, dispostos a bancar qualquer quantia para veicular informações estritamente de seus interesses. Matérias manipuladas não refletem a realidade, por isso quem lê jornais e revistas hoje no país, precisa estar atento, possuir opinião crítica e certa malícia para identificar matérias tendenciosas.

     OSPB, retornando às escolas, precisa ter uma base confiável, totalmente isenta de interesse partidário. OSPB deverá ser 100% imparcial, com o único objetivo de estimular e resgatar o que nossos jovens perderam - a civilidade e o amor à pátria. O professor da matéria poderá inclusive realizar “aulas de campo” para os alunos conhecerem suas cidades, desde assistir as sessões na câmara a conhecer a realidade social do município. A falta de atividades desse gênero estimula pragas que já deveriam ter sido extintas neste século 21; o bairrismo e o preconceito. É comum encontrarmos pessoas que temem certos bairros de sua cidade sem ao menos terem conhecido o lugar. Como alguém pode julgar e desprezar um bairro sem conhecê-lo? Gangues de bairros, o que produzem para a comunidade e para si? Tudo isso estaria dentro da matéria, devidamente atualizada, pois OSPB engloba um assunto que está em constante transformação.

     Mas por que coloquei OSPAB como título? Simples: não há como falar em organização social e política separadamente de Meio Ambiente. É urgente conciliar o progresso com a natureza, por isso Organização Social, Política e Ambiental do Brasil. O nome ficou feio, complexo? Pode ser mudado, mas a matéria deve ser essa. Mas Meio Ambiente não está inserido em Ciências, Biologia? É como a antiga OSPB e Geografia; há espaço para as duas. Hoje estudamos Meio Ambiente em Ciências e Biologia sem o aprofundamento necessário, e sem a realidade local. Planejamento urbano não é assunto só para quem almeja essa área profissionalmente, é questão de qualidade de vida para todo cidadão, para todo morador, de todas as classes sociais. Se já existisse dentro do currículo escolar, pelo menos parte dos problemas que nossas cidades enfrentam durante os temporais não teria ocorrido, pois haveria a consciência do planejamento para construir. Na falta de associações comunitárias, as escolas são o ponto de partida para criar essa consciência no estudante e nos pais.

     Ser patriota somente em ano de Copa do Mundo não ajuda em nada. Ser patriota é no dia-a-dia, sabendo viver em sociedade e sobretudo transformando essa sociedade com atitudes pequenas porém eficazes. OSPAB pode representar o ponto de partida para tal.

    

    

Parceiros













Eu Apoio


Juliano Gaitero


Sebo O Barato da Cultura


Aloysio Roberto Letra
Escritor e Roteirista


Rock Nacional
e Internacional



Soul, Funk, Samba
Rock e Derivados


Em Defesa do Meio
Ambiente e Cidadania